Topo

Trump não consegue impedir que bancos transmitam informações ao Congresso

2019-05-22T19:32:00

22/05/2019 19h32

Nova York, 22 Mai 2019 (AFP) - Um juiz federal de Nova York negou nesta quarta-feira a Donald Trump a possibilidade de impedir que dois bancos, o Deutsche Bank e o Capital One, cedam ao Congresso informações que lhe envolvam.

Duas comissões da Câmara dos Representantes controladas pelos democratas exigiram de ambos os bancos uma série de documentos ligados à sua empresa, a gigante imobiliária Trump Organization.

Legisladores democratas querem saber mais sobre a relação entre Trump, o banco norte-americano Capital One e o Deutsche Bank alemão, um dos únicos grandes bancos que continuaram a emprestar dinheiro após uma série de falências nos anos 90.

Trump, três de seus filhos envolvidos em seus negócios e várias de suas empresas entraram com uma ação para impedir que os bancos transmitissem esses documentos aos legisladores, argumentando que o pedido tem "motivação política".

Mas o juiz federal de Manhattan Edgardo Ramos rejeitou o pedido nesta quarta-feira após uma audiência, que abre caminho para a transmissão de documentos ao Congresso.

Na segunda-feira, o New York Times informou que a administração do Deutsche Bank ignorou os avisos de seus próprios funcionários sobre Trump e seu genro, Jared Kushner.

Em 2016 e 2017, os funcionários do banco alemão teriam recomendado que várias transações envolvendo entidades legais controladas por Trump ou Kushner fossem reportadas ao Tesouro americano.

Segundo esses especialistas em controles internos, as operações permitiram suspeitar da existência de uma lavagem de dinheiro. Mas os executivos do banco teriam rejeitado essas recomendações, segundo o jornal.

O Deutsche Bank negou esta informação na segunda-feira.

tu/lbc/dg/ll/cc

Mais Internacional