PUBLICIDADE
Topo

Bolsonaro ainda está com a COVID-19, confinado em Brasília

15/07/2020 19h45

Brasília, 15 Jul 2020 (AFP) - O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quarta-feira que testou positivo para o coronavírus e reiterou que seu tratamento com hidroxicloroquina está funcionando, apesar da eficácia do medicamento não ser comprovada cientificamente.

"Estou bem, graças a Deus. Ontem de manhã fiz exame, à noite deu resultado que ainda estou positivo para o coronavírus", declarou Bolsonaro durante transmissão pelo Facebook Live do jardim de sua residência oficial em Brasília.

O presidente de 65 anos assegurou que está sem sintomas e que o tratamento com hidroxicloroquina, ao qual ele se submeteu desde que foi diagnosticado, está funcionando.

"Não estou recomendando nada. Recomendo que você encontre seu médico e converse com ele. No meu caso, um médico militar recomendou a hidroxicloroquina e funcionou", disse.

A secretaria de Comunicação, em breve nota, indicou que Bolsonaro "permanece no Palácio da Alvorada, residência oficial", de onde despacha por videoconferência, e continua sendo atendido pela equipe médica da presidência.

Cético em relação à pandemia e contrário às medidas de quarentena aplicadas nos estados, Bolsonaro havia dito na última segunda em uma conversa telefônica com a CNN Brasil que estava ansioso para fazer novamente o teste de: "Não suporto essa rotina de ficar em casa, é horrível".

Nesta quarta-feira, ele antecipou que "nos próximos dias" se submeterá a um novo este e que em breve deve voltar às atividades.

Bolsonaro, que se referia ao coronavírus como uma "gripezinha", insistiu em várias ocasiões nos bons resultados da hidroxicloroquina, medicamento que gera forte debate na comunidade científica internacional sobre o seu uso no tratamento da COVID-19.

Desde que foi diagnosticado, Bolsonaro, acostumado a uma rotina ativa que incluía sair para cumprimentar seus partidários, foi forçado a permanecer no Palácio da Alvorada, somente na companhia dos que que já tiveram a doença.

Além de reuniões por vídeo e algumas postagens em suas redes sociais, o presidente foi visto alimentando as emas nos jardins da residência oficial. Uma delas chegou a dar uma bicada na sua mão.

O Brasil é o segundo país do mundo com mais casos e mais mortes por coronavírus, atrás somente dos Estados Unidos. Até a última terça, foram registradas mais de 74.000 mortes e 1,9 milhão de casos.

val/js/yow/bn/mvv/cc