PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
15 dias

Embaixatriz belga usa imunidade para evitar acusações de agressão

17/05/2021 07h30

Seul, 17 Mai 2021 (AFP) - A esposa do embaixador belga na Coreia do Sul invocará sua imunidade diplomática para evitar ações penais por acusações de ter agredido duas vendedoras de uma loja que a acusaram de roubo - anunciou a polícia nesta segunda-feira (17).

O embaixador Peter Lescouhier declarou que "lamenta, sinceramente, o incidente que afeta" sua esposa e se desculpou "em seu nome".

A embaixada da Bélgica "declarou que manterá o direito à imunidade para a esposa do embaixador", disse um detetive à delegacia de polícia de Yongsan no centro de Seul, acrescentando que a polícia não levará o caso adiante.

A Coreia do Sul é signatária da Convenção de Viena, que concede imunidade a diplomatas acreditados e a suas famílias, o que evita que sejam processados criminalmente.

A polícia interrogou a mulher no início deste mês, depois que a embaixada manifestou sua decisão de colaborar.

Imagens obtidas pela emissora CCTV mostram a embaixatriz puxando uma vendedora pelo braço e agredindo-a na cabeça, antes de dar um tapa em outra funcionária que tentou intervir.

Cedidas pela família de uma das supostas vítimas, as imagens foram amplamente divulgadas pela imprensa local e nas redes sociais, provocando uma onda de críticas à família do embaixador.

A Embaixada da Bélgica postou suas desculpas em uma postagem bilíngue no Facebook, na tentativa de acalmar os ânimos, mas a má tradução para o coreano incendiou ainda mais as críticas.

kjk/slb/leg/af/mas/tt