PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
2 meses

Adolescente palestino morre após confrontos na Cisjordânia

24/07/2021 06h43

Jerusalém, 24 Jul 2021 (AFP) - Um adolescente palestino que ficou ferido na sexta-feira em confrontos com soldados israelenses na Cisjordânia ocupada morreu no hospital, informou neste sábado o ministério da Saúde palestino.

Mohamed Munir Al Tamimi, de 17 anos, faleceu no hospital depois de ter sido atingido por um tiro, segundo o ministério.

Os confrontos de sexta-feira entre palestinos, que protestavam contra as colônias israelenses, e soldados do Estado hebreu na Cisjordânia ocupada deixaram 320 palestinos feridos, a maioria por gás lacrimogêneo, informou o Crescente Vermelho, serviço de emergência palestino.

A organização informou que 21 pessoas foram atingidas por munição letal e 68 por balas de borracha.

Centenas de palestinos protestaram na sexta-feira na cidade de Beita, um ponto de tensão nos últimos meses, para protestar contra a colônia de Eviatar.

Os colonos israelenses se estabeleceram no início de maio em uma colina perto de Nablus para fundar um assentamento sem qualquer permissão oficial.

Após várias semanas de tensões e incidentes, os colonos concordaram em abandonar o local, mas deixaram suas casas, aguardando a análise do caso pelo Ministério da Defesa.

O acordo firmado com os colonos foi rejeitado pelo município palestino de Beita, que prometeu: "Os confrontos e manifestações continuarão" enquanto "os israelenses permanecerem em nossas terras".

A Cisjordânia é um território palestino ocupado desde 1967 por Israel e todas as colônias presentes são consideradas ilegais pelo direito internacional.

dms/mdz/pc/erl/fp