PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Vinte e três pessoas morreram queimadas após ataque a ônibus na Nigéria

Os motivos do ataque ainda são desconhecidos, mas o noroeste e o centro da Nigéria são palco de ataques de gangues criminosas  - Sergei Karpukhin\TASS via Getty Images
Os motivos do ataque ainda são desconhecidos, mas o noroeste e o centro da Nigéria são palco de ataques de gangues criminosas Imagem: Sergei Karpukhin\TASS via Getty Images

08/12/2021 15h24

Abuja, 8 dez 2021 (AFP) - Um total de 23 pessoas morreram em um incêndio provocado por homens que atiraram contra um ônibus no estado de Sokoto, no noroeste da Nigéria, informaram a polícia e o governo local nesta quarta-feira.

Os motivos do ataque, ocorrido na segunda-feira, ainda são desconhecidos, mas o noroeste e o centro da Nigéria são palco de ataques de gangues criminosas, que saqueiam e sequestram moradores e viajantes.

"Do número total de passageiros no ônibus que foi atacado por bandidos, causando um incêndio, 23 morreram por queimaduras", disse o porta-voz do governador de Sokoto, Muhammad Bello, em um comunicado, citando o chefe da polícia estadual Kamaldeen Okunola.

Bello disse que outras seis pessoas ficaram feridas. O ônibus saiu da aldeia de Gidan Bawa em Sokoto, perto da fronteira com o Níger, com destino ao estado de Kaduna.

Os ataques de gangues criminosas aumentaram nos últimos meses. Mais de 1.000 alunos foram sequestrados desde o início do ano, de acordo com o UNICEF.

Desde janeiro de 2020, mais de 57.000 pessoas fugiram do noroeste e centro da Nigéria devido à insegurança, de acordo com a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

Internacional