PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
4 meses

Médicos sudaneses protestam contra ataques das forças do governo

Profissionais da saúde protestam em Cartum, no Sudão, contra ataques - AFP
Profissionais da saúde protestam em Cartum, no Sudão, contra ataques Imagem: AFP

Em Cartum (Sudão)

16/01/2022 09h50

Dezenas de médicos denunciaram neste domingo (16), em Cartum, ataques contra feridos, médicos e hospitais, em meio à repressão da polícia contra os manifestantes antigolpe.

Além da repressão às passeatas, muitas vezes com munição real, as forças de segurança atacaram vários hospitais, afirmam a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o sindicato dos médicos pró-democracia, ligado ao movimento de contestação.

Os manifestantes disseram, neste domingo, que apresentaram dois relatórios de incidentes ao Ministério Público de Cartum, enquanto a OMS "confirmou 11 ataques contra cuidadores, ou instalações de saúde, desde novembro".