Ciclone Norma deixa 3 mortos no noroeste do México

Três pessoas mortas, entre elas, uma criança, foi o saldo que deixou a tempestade tropical Norma, que tocou terra pela segunda vez no território do México nesta segunda-feira (23), no estado de Sinaloa (noroeste), informaram autoridades.

O menino morreu eletrocutado em sua casa, outra pessoa perdeu a vida quando a moto em que viajava caiu em um canal e o motorista de um táxi morreu ao ficar preso em seu veículo em uma enxurrada, disse Rubén Rocha, governador de Sinaloa, à radiodifusora IMER.

Após atingir como furacão o sul da península de Baixa Califórnia, no sábado, o centro do ciclone estava sobre Sinaloa às 13h (de Brasília) desta segunda, causando chuvas torrenciais, informou o Serviço Meteorológico Nacional (SMN).

Além disso, Otis, uma nova tempestade tropical, avançava pelo Pacífico mexicano, 490 km a sudeste de Acapulco (sul), com ventos máximos constantes de 85 km/h, reportou às 18h (de Brasília) o Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos.

Em Cabo San Lucas, na península de Baixa Califórnia, autoridades e a população restabeleceram a normalidade após a passagem de Norma, que afetou sobretudo os negócios e restaurantes situados à beira-mar.

Praias cheias de escombros e lixo, mobiliário destruído, placas, postes e algumas árvores caídas eram parte dos danos deixados por Norma, constatou a AFP em um percurso pela área turística.

O México é um dos países mais vulneráveis aos furacões, com pelo menos uma dezena de fenômenos climatológicos por ano em suas costas do Pacífico e do Atlântico.

yug-jg/jla/ag/rpr

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes