Joias do patrimônio da Ucrânia recuperadas na Espanha

Onze peças de ouro avaliadas em mais de 60 milhões de euros (quase 64 milhões de dólares, 323 milhões de reais) e pertencentes ao patrimônio histórico da Ucrânia, que seriam vendidas ilegalmente, foram recuperadas em Madri, informou nesta segunda-feira a polícia espanhola.

As peças, que saíram da Ucrânia antes de 2016, após uma exposição em Kiev, foram "roubadas e exportadas ilicitamente e seriam vendidas em Madri" de maneira clandestina, explicou a Polícia Nacional em um comunicado.

Além de recuperar as joias, os agentes prenderam "cinco pessoas e desarticularam uma rede criminosa dedicada ao tráfico ilícito de bens culturais procedentes da Ucrânia", acrescenta o texto. 

Três detidos são espanhóis e dois ucranianos. A operação conjunta da Polícia Nacional e do Serviço de Segurança da Ucrânia teve a ajuda das autoridades da Bulgária, Albânia, Macedônia do Norte e Chipre.

As peças pertencem à cultura greco-cita dos séculos VIII e IV a.C. e estão sendo examinadas por organismos especializados da Espanha

al/CHZ/pc

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora