Conteúdo publicado há 2 meses

Ataque a faca deixa uma pessoa morta e outra ferida em Paris

Um agressor matou um turista alemão a facadas e feriu outra pessoa na noite deste sábado (2) em Paris, supostamente gritando "Alá é grande", antes de ser detido, segundo as autoridades.

A pessoa morta no ataque foi identificada como um turista alemão nascido nas Filipinas, de acordo com o ministro do Interior francês, Gerald Darmanin.

O autor dos atos "nasceu na França" e é "francês", esclareceu uma fonte policial. A pessoa ferida foi atendida pelo serviço de bombeiros de Paris.

A fonte acrescentou que o agressor tinha problemas psiquiátricos conhecidos e era um islamista radical, que declarou que não suportava que muçulmanos fossem mortos no mundo.

Darmanin indicou que o agressor havia sido condenado em 2016 a "quatro anos de prisão" por planejar outro ataque. Na época, ele foi detido pela agência francesa de segurança nacional antes de realizar o ato, segundo o ministro.

"A polícia acaba de deter corajosamente um agressor que atacava transeuntes em Paris, perto do Quai de Grenelle. Uma pessoa morta e um ferido sendo atendido pelos bombeiros de Paris", escreveu na rede social X o ministro.

O procurador antiterrorismo informou que se encarregaria da investigação do ataque.

"Não cederemos ao terrorismo", afirmou neste domingo (noite de sábado no Brasil) a primeira-ministra francesa, Elizabeth Borne, no X.

"Meus pensamentos estão com as vítimas, os feridos e seus entes queridos. Eu saúdo a coragem e profissionalismo de nossos serviços de emergência", acrescentou Borne.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes