Conteúdo publicado há 1 mês

Manifestantes enfrentam a polícia em embaixada de Israel no México

Um grupo de manifestantes enfrentou na noite desta terça-feira (29) o batalhão de choque perto da embaixada de Israel no México, durante um protesto contra os ataques à cidade de Rafah, no sul da Faixa de Gaza.

Os manifestantes lançaram pedras e bombas incendiárias contra policiais que bloqueavam o seu acesso à sede diplomática, localizada no setor de Lomas de Chapultepec.

Os agentes responderam com gás lacrimogêneo. Uma fotógrafa foi atingida em uma das orelhas por uma pedra.

Convocado pelas redes sociais e batizado de Ação Urgente por Rafah, o protesto reuniu cerca de 200 pessoas, das quais cerca de 30 começaram a retirar as cercas de metal que impediam o acesso à embaixada.

Durante o confronto, os policiais, que usavam escudos, não apenas responderam com gás lacrimogêneo, mas também lançaram de volta as pedras com as quais foram atacados, testemunhou uma equipe da AFP.

Um ataque lançado no último domingo por Israel causou um incêndio e deixou 45 mortos e 249 feridos em um campo de deslocados na cidade palestina de Rafah, sgundo o Ministério da Saúde da Faixa de Gaza.

O governo do México condenou a ação armada e pediu o cumprimento "das normas do direito humanitário internacional", além de insisitir na urgência de um cessar-fogo.

Deixe seu comentário

Só para assinantes