Síria aceita cessar-fogo proposto pela Rússia e os EUA

O regime de Damasco anunciou hoje (23) que aceita a proposta russo-norte-americana de cessar-fogo na Síria, mas que ia continuar a combater os "grupos terroristas" como o Estado Islâmico e a Frente Al Nosra, excluídos do acordo.

"A República Árabe Síria anuncia que aceita a cessação das hostilidades, com base na continuação das operações militares para lutar contra o terrorismo do Estado Islâmico, a Frente Al Nosra e os outros grupos terroristas que estão relacionados, em conformidade ao anúncio russo-norte-americano", informou o Ministério dos Negócios Estrangeiros sírio, em comunicado.

"Para garantir o êxito do fim das hostilidades, previsto para o próximo sábado [27], o governo sírio está pronto para se coordenar com o lado russo para determinar quais são as regiões e os grupos armados que serão incluídos no cessar-fogo", acrescentou o ministério.

O acordo russo-norte-americano exclui não só o Estado Islâmico, a Al Nosra (ramo sírio da rede terrorista Al Qaeda), mas também organizações classificadas de terroristas pelo Conselho de Segurança da ONU e não identificadas no texto.

Desde o início da guerra na Síria, em 2011, o regime não faz qualquer distinção entre militantes, rebeldes e jihadistas, todos classificados de terroristas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos