Senador Walter Pinheiro deixa o PT

 

Plenário do Senado discute a proposta do Marco Civil da Internet - PLC 21/2014. Na foto, o senador Walter Pinheiro ( José Cruz/Agência Brasil)

O PT foi o único partido de Walter Pinheiro desde o início de sua carreira políticaArquivo/José Cruz/Agência Brasil

O senador Walter Pinheiro (BA) se defiliou hoje (29) do Partido dos Trabalhadores. Ele entregou a carta de desfiliação ao diretório do partido na Bahia, ao qual estava filiado desde 1983. Em mensagem a amigos e correligionários, o senador agradeceu o apoio recebido e disse que continuará "trabalhando pelo povo da Bahia".

"Vou continuar cumprindo, com todo empenho, a jornada que o povo da Bahia me confiou. Grato aos meus familiares, grato aos parceiros que constroem nosso mandato, grato aos amigos, aos companheiros, ao povo da Bahia e muito, mas muito grato a Deus, que pela sua Graça tem me sustentado. Creio que, como diz o apóstolo Paulo, 'combati o bom combate'. Permanecerei com o trabalho firme e mantendo minha fé que é possível, fé no Brasil, fé na vida"

O PT foi o único partido ao qual Pinheiro foi filiado em toda sua carreira política, iniciada em 1983. O senador não decidiu ainda pela filiação a outra agremiação partidária. Ele foi vereador, deputado federal por quatro vezes e o primeiro senador baiano pelo PT.

Por se tratar de mandato majoritário, o parlamentar tem o direito de cumprir o mandato até o fim, mesmo ficando sem filiação partidária. Walter Pinheiro já estava distante da bancada petista no Senado, não participando mais das reuniões nem da defesa do governo da presidenta Dilma Rousseff.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos