Eleições nos EUA: Bernie Sanders oficializa amanhã apoio a Hillary Clinton

Leandra Felipe - Correspondente da Agência Brasil

O pré-candidato democrata, Bernie Sanders, senador por Vermont, pretende se unir à campanha de Hillary Clinton amanhã (12) durante um evento em New Hampshire. A informação foi repassada pela assessoria de Sanders. A participação no comício ao lado de Clinton será o primeiro ato conjunto, que servirá para formalizar a adesão à campanha da ex-secretária de estado do governo Barack Obama.

Segundo um comunicado divulgado pelas coordenações dos dois candidatos, Sanders e Hillary devem discutir pontos para levar a aliança adiante, como o comprometimento com a "construção de um país mais forte, em que a economia funcione para todos, não somente para os mais favorecidos".

Hillary conquistou a quantidade necessária de delegados nas eleições primárias para ter a candidatura homologada pelo partido na convenção prevista para a última semana de julho. Mesmo assim, Sanders ainda não havia formalmente abandonado a corrida e continuava trabalhando perante o eleitorado.

Analistas políticos nos Estados Unidos avaliam que Sanders não desistiu antes porque queria pressionar a campanha de Hillary para que a candidata incluisse em seu programa pontos mais progressistas defendidos por ele, além de mudanças no processo de escolha de candidatos dentro do partido.

Críticas

Sanders foi crítico de Hillary na fase das primárias e chegou a ter algumas vitórias importantes. Ele atraiu o eleitorado jovem democrata e também eleitores de esquerda. Criticou o financiamento de campanha, a desigualdade social e propôs regulação para bancos e fortunas.

Ele também se encontrou com o presidente Barack Obama após as primárias da Califórnia no começo do mês passado.

As campanhas de Sanders e Hillary também informaram que o comício de New Hampshire terá a presença de Obama e do vice-presidente Joe Biden.

Hillary Clinton lidera as pesquisas de intenção de voto nas projeções para um confronto com o Donald Trump, provável candidato republicano. Mas a diferença entre os dois oscila e é inferior a 10 pontos. Além disso, ela tem uma alta rejeição, ponto no qual seus assessores e o partido trabalham para contornar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos