MP pede informações a companhias de luz e gás do Rio sobre explosões

Vladimir Platonow - Repórter da Agência Brasil

O Ministério Público (MP) notificou, nesta terça-feira (27), a empresa de energia elétrica Light e a de gás encanado CEG para explicarem os motivos das explosões em bueiros de rua na cidade do Rio. Recentemente, dois casos ocorreram, um no centro, e outro na Lapa, este deixando oito pessoas feridas.

O MP alertou que pode ser aplicada multa de R$ 100 mil por explosão. O promotor de Justiça  Rodrigo Terra, da 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa do Consumidor, vai requisitar o inquérito que apura as causas da explosão recente à delegacia.

Na madrugada de domingo (25), um bueiro da Light explodiu na Avenida Gomes Freire, ao lado de um bar onde ocorria uma festa, deixando os frequentadores feridos por queimaduras, pois o fogo chegou a atingir seis metros de altura, segundo testemunhas.

As causas das explosões estão sendo investigadas, mas geralmente acontecem quando há vazamento de gás canalizado para dentro de um bueiro da Light, onde um eventual curto-circuito pode gerar uma explosão.

A Light publicou nota em sua página na internet lamentando o incidente: "A Light aproveita para reafirmar seu compromisso com os 4 milhões de clientes, que é prestar um serviço essencial para a vida das pessoas e o desenvolvimento dos 31 municípios onde está presente". Sobre a ação do MP, a empresa informou que não recebeu nenhuma notificação até o momento e que está à disposição para prestar todos os esclarecimentos que forem solicitados.

A CEG informou, por meio de sua assessoria, que ainda não havia sido notificada.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos