Dólar aproxima-se de R$ 3,10 e fecha no menor valor desde julho de 2015

Wellton Máximo - Repórter da Agência Brasil

Em queda pelo segundo dia seguido, a moeda norte-americana voltou a fechar no menor valor em quase 16 meses. O dólar comercial encerrou esta terça-feira (25) vendido a R$ 3,106, com queda de R$ 0,04 (-1,26%). A cotação está no menor nível de fechamento desde 2 de julho do ano passado (R$ 3,096).

No fim de manhã, o dólar chegou a operar em pequena alta, mas inverteu a tendência e caiu durante a tarde. Por volta das 15h30, na mínima do dia, chegou a ser vendido por R$ 3,104, mas estabilizou-se pouco acima desse valor. A divisa acumula queda de 4,5% em outubro e de 21,3% no ano.

Como nas últimas sessões, o Banco Central vendeu hoje US$ 250 milhões em contratos de swap cambial reverso, que equivalem à compra de dólares no mercado futuro. A atuação, no entanto, foi insuficiente para conter a queda da divisa. Ontem (24) à noite, o Banco Central anunciou que deixará de rolar (renovar) totalmente os contratos em circulação de swap cambial tradicional, que equivalem à venda de dólares no mercado futuro, para tentar segurar o recuo da moeda norte-americana.

Repatriação

A cotação do dólar tem caído nos últimos dias com a proximidade do fim do prazo da regularização de ativos no exterior, também conhecida como repatriação. Até o dia 31 de outubro, os brasileiros que mantêm legalmente bens e direitos no exterior podem declarar o patrimônio à Receita Federal pagando 15% de Imposto de Renda e 15% de multa, em troca da anistia de crime de evasão de divisas. A medida está provocando a entrada de recursos no país, pressionando para baixo a cotação do dólar.

Hoje, o Banco Central divulgou que o fluxo cambial - saldo entre entrada e saída de dólares do país - ficou positivo em US$ 2,531 bilhões em outubro até a última sexta-feira (21), depois de cinco meses seguidos de resultados negativos . Segundo o chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, certamente a repatriação de recursos contribuiu para o resultado positivo.

O dólar também caiu no aguardo da votação, em segundo turno, da proposta de emenda à Constituição que limita o crescimento dos gastos públicos (PEC 241). Discutido desde o início da tarde, o texto será votado agora à noite.

No mercado de ações, o dia também foi de realização de lucros, quando investidores aproveitam altas recentes para vender ações e embolsarem os ganhos. Pelo segundo dia seguido, o índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, fechou com queda. O indicador recuou 0,30%, fechando em 63.866 pontos. Na semana passada, o Ibovespa tinha alcançado os maiores níveis desde abril de 2012.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos