PUBLICIDADE
Topo

Justiça libera clássico de futebol com torcida mista no Rio

Vladimir Platonow - Repórter da Agência Brasi

22/02/2017 19h36

A justiça estadual do Rio decidiu liberar a participação de torcida mista no jogo Flamengo x Vasco, no próximo sábado (25), em Volta Redonda, interior do estado. Em decisão liminar anterior, o juiz Guilherme Duarte, do Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos, havia determinado realização de jogos com torcida única. O motivo foi a morte de um torcedor, no último dia 12, numa partida entre Botafogo e Flamengo, no Estádio Nilton Santos, o Engenhão. A decisão ocorreu nesta quarta-feira (22), após cerca de três horas de reunião, no Tribunal de Justiça, entre o magistrado e os dirigentes dos quatro grandes clubes cariocas, além de representantes do Ministério Público e da Polícia Militar. À saída, o presidente do Vasco, Eurico Miranda, deixou claro que a responsabilidade em conter a violência dos torcedores é da PM, e não dos clubes. "Está suspensa parcialmente a liminar. Mas o Vasco quer se isentar de qualquer responsabilidade sobre isso. É uma falência da segurança pública a Polícia Militar dizer que não garantia nem o jogo entre Fluminense x Madureira, se fosse no Nilton Santos. A polícia não dá segurança", disparou Eurico. O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Melo, explicou que a decisão judicial é temporária e poderá ser revista, de acordo com o comportamento das torcidas. "O juiz nos deu uma reconsideração temporária da decisão. Vamos fazer este jogo em Volta Redonda e, não acontecendo nada de mais, como eu espero, a partir daí pode ser que a gente consiga a revisão definitiva dessa medida", disse Bandeira, que fez um apelo aos torcedores contra a violência: "É hora das torcidas mostrarem que merecem a revisão definitiva da decisão judicial". O outro jogo do fim de semana, entre Fluminense x Madureira, que estava planejado para ocorrer em Volta Redonda, foi remanejado para o pequeno estádio Los Larios, em Xerém, distrito de Duque de Caxias.