Carf anula julgamento que beneficiou empresa investigada pela Operação Zelotes

Paulo Victor Chagas - Repórter da Agência Brasil

O Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) anulou o julgamento que havia beneficiado a empresa Qualy Comércio e Exportação de Cereais, suspeita de participar de um esquema criminoso investigado pela Operação Zelotes. A decisão foi tomada ontem (23), em resposta a um pedido feito pela Corregedoria do Ministério da Fazenda.

Ao todo, quatro solicitações para anular processos julgados pelo Carf já foram feitas pela corregedoria. O ministério pede a nulidade de julgamentos sempre que são "verificados indícios de irregularidades na atuação de conselheiros", informou a pasta.

O julgamento em que a Qualy obteve vantagens financeiras do órgão recursal foi feito em 2011. No mês passado, um pedido da Fazenda para anular o julgamento envolvendo a Cervejaria Petrópolis foi rejeitado pelo Carf.

Última instância

A Operação Zelotes investiga desvios no Carf, órgão que é vinculado ao Ministério da Fazenda e é a última instância administrativa de recursos referentes a impostos e multas de contribuintes.

De acordo com as investigações, diversas empresas teriam participado de um esquema envolvendo o pagamento de propina a conselheiros para que manipulassem resultados dos julgamentos. Grandes executivos como o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, já são réus em processos relativos à Zelotes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos