PUBLICIDADE
Topo

Após morte por febre amarela, Maricá quer vacinar 130 mil pessoas em 30 dias

Flávia Villela - Repórter da Agência Brasil

24/04/2017 20h32

Após a morte por febre amarela de um morador em Maricá, região metropolitana do Rio de Janeiro, na semana passada, a cidade alcançou hoje (24) 80% dos moradores imunizados, segundo Secretaria de Saúde do município.  Este foi a terceira morte causada pela doença no estado. A meta do município é vacinar 130 mil pessoas em até 30 dias. A secretaria recebeu nesta manhã novo lote com 17 mil doses e a previsão é que o estado envie um total de 50 mil até o fim da semana. A busca ativa nas residências hoje foi na Serra do Caboclo, região rural do Silvado, onde vivem 80 famílias. As equipes - com enfermeiros, técnicos de enfermagem, guardas ambientais e pessoas que conhecem a região - continuam as ações de imunização indo de casa em casa no Vale da Figueira (Ponta Negra) e Limão (Bambuí) e nos bairros do Bananal, Espraiado, Jaconé, Manoel Ribeiro, Guaratiba e Marinelândia. Mais quatro unidades de vacinação foram abertas para ampliar a área de bloqueio. Em parceria com a Secretaria de Educação, foram montados pontos de imunização nas escolas municipais João Pedro Machado (Manoel Ribeiro), Brasilina (Silvado) e Alfredo Nicolau (Marquês), além da Igreja Batista de Ubatiba - a vacinação nesses locais começa às 10h. No Posto Central (Rua Clímaco Pereira, s/nº), a vacinação prossegue com distribuição diária de 500 senhas (250 na parte da manhã e 250 à tarde). O atendimento ocorre das 8h às 17h. A Subsecretaria de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde informou que foram confirmados 11 casos de febre amarela silvestre em humanos no Rio de Janeiro: sete em Casimiro de Abreu, com uma morte; um caso em São Fidélis; um em São Pedro da Aldeia - mas o paciente contraiu a doença em viagem à zona rural de Casimiro de Abreu; um caso em Porciúncula, em que o paciente morreu; e o caso de morte em Maricá.  Foram confirmados casos de febre amarela em macacos em São Sebastião do Alto e Campos dos Goytacazes.