Pentágono diz ter realizado com sucesso teste antimíssil continental

Leandra Felipe - Correspondente da Agência Brasil

O Pentágono informou nesta terça-feira (30) que um teste de defesa antimíssil foi realizado com sucesso nas Ilhas Marshall. Para o teste, militares fizeram um ataque simulado com um míssil balístico intercontinental. O exercício militar ocorre ao mesmo tempo em que a Coreia do Norte avança rapidamente na realização de testes com mísseis balísticos.

O antimíssil é lançado para barrar um outro artefato, também em movimento. Segundo o Departamento de Defesa norte-americano, um míssil ICBM foi lançado do Atol Kwajalein, nas ilhas Marshall, em direção ao sul do Alasca. A partir daí, um outro foi disparado de uma base aérea na Califórnia para interceptá-lo. O Pentágono ressaltou que a operação é considerada complexa por causa das distâncias e porque envolve dois armamentos.

Segundo Jim Syring, diretor da Agência de Defesa de Mísseis, que integra o Pentágono, o sistema é de "vital importância" para proteger o país. Segundo ele, com o teste foi possível comprovar que os Estados Unidos têm um instrumento viável contra uma ameaça real, referindo-se às atividades da Coreia do Norte.

Segundo o Pentágono, outros testes semelhantes já tinham sido realizados entre 2009 e 2014. Desde então, em um total de 17  testes do sistema, nove atingiram o alvo com sucesso. Até agora já foram gastos US$ 40 bilhões com o programa e o Pentágono pediu um reforço no orçamento de 2018.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos