PUBLICIDADE
Topo

Jungmann diz que Forças Armadas não estão abandonando a Rocinha

Vinicius Lisboa - Repórter da Agência Brasil

29/09/2017 12h08

Ministro da Defesa, Raul Jungmann, diz que se preciso as Forças Armadas voltam à Rocinha (Arquivo/Agência Brasil) O ministro da Defesa, Raul Jungmann, reforçou hoje (29) que as Forças Armadas "não estão abandonando a Rocinha'". O ministro garantiu que se os criminosos que tentaram invadir a favela voltarem, as tropas federais também voltarão. "Não estamos abandonando a Rocinha, estamos retirando o efetivo que precisa ser empregado em outros lugares. Se for necessário, e a pedido do governo do estado, temos condições de voltar rapidamente", disse. Ao comentar uma possível volta do traficante Rogério 157 para a favela, afirmou que "se ele voltar, nós voltaremos". Raul Jungmann voltou a justificar a saída das tropas argumentando que a situação na favela mudou após a operação integrada, e que o chefe do tráfico já não se encontra na Rocinha. "O delito zero ou a ocorrência de crime zero é uma utopia. Falávamos de uma guerra entre gangues, falávamos de uma população aterrorizada e presa nas suas casas. Isso não está acontecendo", disse. O ministro participou da Conferência Internacional de Segurança do Forte de Copacabana, no Rio de Janeiro.