Homens armados atacam posto da PM a tiros na zona norte do Rio

Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil

Um Posto de Policiamento Comunitário (PPC) da Polícia Militar instalado na Vila Joaniza, na favela do Barbante, Ilha do Governador, zona norte do Rio, foi destruído no último sábado (25) por um grupo de homens armados que dispararam tiros de fuzis contra o posto. O ataque deixou acuados os dois policiais militares de plantão no local, que foram salvos após o reforço do Batalhão de Choque com auxílio de um helicóptero da corporação, além de um veículo blindado e de policiais do batalhão da Ilha do Governador, responsável pelo patrulhamento na área.

O ataque começou pouco depois do meio-dia e a equipe de socorro teve dificuldades para chegar ao local, porque os criminosos roubaram dois caminhões de lixo da Companhia de Limpeza Urbana na comunidade e os atravessaram na rua para impedir a passagem dos carros da polícia. Os dois PMs foram resgatados sem ferimentos. Após a saída da polícia, os criminosos escreveram  palavrões contra a PM e as iniciais do Comando Vermelho (CV) nas paredes do posto, furtaram suas portas e janelas, destruíram camas e colchões e foram embora.

A Polícia Militar informou, em nota, que o posto da Vila Joaniza já estava em processo de desativação, por solicitação do comando do 17º BPM, a partir de uma avaliação estratégica. Após o ataque criminoso ocorrido neste sábado, o comando da unidade optou pela desativação definitiva do posto para, posteriormente, implementar um novo tipo de policiamento no local.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos