Guterres diz que mundo precisa de "abordagem holística" para a paz

O secretário-geral da ONU disse hoje (24) que o mundo precisa de uma "abordagem holística" para alcançar a paz. Para António Guterres, esta nova estratégia "dá prioridade à prevenção e resolve as causas do conflito ao integrar a paz, o desenvolvimento sustentável e os direitos humanos." A informação é da ONU News.

O chefe das Nações Unidas falava durante um encontro na Assembleia Geral, em Nova York, que reúne chefes de Estado e de governo e representantes da sociedade civil para discutir uma nova abordagem para a paz.

Guterres falou sobre a paz hoje na ONU - Evan Schneider/ONU News

 

Frágil e em risco

No seu discurso, Guterres disse que "a paz é frágil e está em risco em muitos lugares no mundo."Ele afirmou que existem hoje mais conflitos do que nas últimas três décadas, com um número recorde de deslocados mundo afora, violações de direitos humanos, e aumento do nacionalismo, do racismo e da xenofobia.

O chefe da ONU afirmou ainda que "a escala e a natureza desse desafio pedem parcerias estratégicas e operacionais mais próximas." Segundo ele, a ONU  trabalha em todas as fases desse processo, desde a prevenção de conflitos, à resolução e à manutenção.

Lidar com a paz enquanto ela existe

Guterres deu como exemplo desse trabalho a criação nas Nações Unidas, no mês passado, do Conselho Consultivo de Alto Nível para a Mediação de Conflitos e o lançamento da Ação para a Manutenção de Paz.

Ele acredita que "estes esforços começam a dar frutos." Na Libéria, por exemplo, a transição da Missão de Paz das Nações Unidas (Unmil), para uma equipe nacional "demonstrou um novo nível de coordenação e preparação na ONU."

Apesar destes avanços, Guterres disse que "muito ainda precisa ser feito, tanto nos países em risco como nas Nações Unidas, " citando a importância de incluir mulheres e jovens no processo e do contributo que o desenvolvimento sustentável pode ter para a paz.

O secretário-geral terminou dizendo estar "determinado em preparar a ONU para o mundo de amanhã." Nesta quarta-feira (25), ele fala sobre o mesmo tema no Conselho de Segurança.

O encontro é uma iniciativa do presidente da Assembleia Geral, Miroslav Lajcák, que defendeu, em entrevista à ONU News, que a organização "precisa olhar para as suas ferramentas, ver o que tem à disposição, seja mediação ou diplomacia preventiva, e perceber como usa essas ferramentas e o que falta. "

Ele disse que as Nações Unidas têm de se focar na prevenção de conflito e que "é preciso lidar com a paz enquanto ela existe, não quando já está perdida. "

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos