Motorista de van de ataque em Toronto é acusado de dez homicídios

O motorista que jogou uma van alugada em uma calçada lotada de pedestres em Toronto nessa segunda-feira (23) fez a primeira aparição em uma corte na cidade hoje (24). Alek Minassian, de 25 anos, manteve a cabeça baixa e falou apenas o seu nome quando foi questionado. Ele foi formalmente acusado por 10 homicídios e 13 tentativas de assassinato.

A polícia revelou que, antes de cometer o crime, Minassian deixou uma mensagem nas redes sociais com um elogio a um homem chamado Elliott Rodger, autor de um ataque a tiros que deixou seis mortos em Isla Vista, na Califórnia, Estados Unidos, em 2014.

Ex-colegas contaram à imprensa canadense que o acusado não era violento e parecia ter alguma dificuldade mental ou social. Minassian serviu nas Forças Armadas do Canadá no ano passado, mas pediu baixa depois de apenas 16 dias de treinamento.

O ataque teve características similares a outros executados por seguidores do grupo extremista Estado Islâmico, mas as autoridades ainda investigam a motivação do crime.

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, afirmou que "até este momento, não há razão para suspeitar que haja algum elemento de ameaça à segurança nacional neste ataque". E completou dizendo que as investigações continuam.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos