Exército escolta caminhão até Reduc na 1ª ação após anúncio de Temer

Quatro viaturas e quatro motocicletas da Polícia do Exército passaram, no início da tarde desta sexta-feira (25), entre os manifestantes que estão na frente da Refinaria Duque de Caxias (Reduc), em Duque de Caxias (RJ), fazendo escolta para um caminhão-tanque.

Os manifestantes aplaudiram os militares, em apoio à sua presença - em pronunciamento na tarde de hoje, o presidente Michel Temer anunciou que forças forças federais seriam usadas para desobstruir vias bloqueadas pelo movimento dos caminhoneiros. A escolta do caminhão-tanque até a Reduc é a primeira ação neste sentido desde que o presidente anunciou a medida.

Segundo informações obtidas entre os próprios caminhoneiros, o caminhão-tanque levará combustível para suprir necessidades de serviços públicos essenciais. Porém, a assessoria do Comando Militar do Leste (CML), não confirmou as informações dos caminhoneiros.

De acordo com os caminhoneiros, a disposição da categoria é continuar com a greve, embora não haja intenção de resistir à ação dos militares. "O sentimento é de resistir pacificamente. O protesto é de autônomos, não de empresas. Só queremos os nossos direitos", disse Porfirio Mota, que está com o grupo em uma concentração na Rodovia Presidente Dutra, mas veio à Reduc em apoio aos companheiros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos