Projetos contra mosquito Aedes receberão R$ 10 milhões

Em São Paulo

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) vão investir R$ 10 milhões a fundo perdido para apoiar empresas que tenham projetos de combate à zika e ao mosquito Aedes aegypti. Cada projeto de pesquisa aprovado receberá até R$ 1,5 milhão para desenvolver serviços e produtos inovadores em até dois anos. Cada instituição financiará 50% do valor total.

De acordo com Walter Colli, coordenador adjunto de Ciências da Vida da Fapesp, as propostas devem ser feitas por pesquisadores vinculados a micro, pequenas e médias empresas brasileiras, com sede no Estado de São Paulo.

Segundo ele, serão aceitos projetos em todos os campos do conhecimento, desde que sejam inovadores. "É provável que cheguem projetos de novos métodos de combate ao mosquito, de testes diagnósticos mais precisos e softwares que ajudem a mapear novas epidemias, por exemplo." As informações são do jornal "O Estado de S.Paulo".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos