Número de brasileiros barrados na Europa aumenta 18%

Em Genebra

  • Polícia Federal

O número de brasileiros barrados nas fronteiras europeias teve o maior salto entre as principais nacionalidades da lista da Frontex - a agência de fronteiras da Europa.

O país voltou a entrar no radar da União Europeia (UE) no que se refere à imigração irregular. Dados publicados pela agência indicam que um total de 2,6 mil brasileiros foi impedido de entrar no continente em 2015.

Os números representam um aumento de 18%, em comparação com 2014. Mas, para a Frontex, eles apontam, acima de tudo, uma mudança na direção da curva que vinha sendo registrada desde 2009.

Até o ano da crise na Europa, o volume de brasileiros barrados superava 5 mil por ano. Mas as taxas foram progressivamente caindo, diante da constatação de que encontrar um emprego na Europa seria cada vez mais difícil. Os anos de crescimento da economia brasileira contribuíram para a queda.

Em 2012, por exemplo, já eram 2,9 mil brasileiros barrados pelas autoridades europeias. Em 2013, esse número caiu para 2,5 mil e, no ano seguinte, chegou a 2,2 mil. Agora, porém, a curva se inverteu. O salto no fim de 2015 colocou o Brasil como a oitava nacionalidade mais barrada na Europa.

No último trimestre, o volume ganhou força, com 687 casos. A alta foi de 20%, em comparação com o trimestre anterior, e de 7,8%, em comparação com o mesmo período de 2014. No último trimestre do ano, os brasileiros representaram 2,3% de todas as pessoas barradas na Europa.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos