Obama vê Brasil com leis e estrutura forte para resolver crise

Em sua primeira visita à Argentina, o presidente dos EUA, Barack Obama, foi questionado nesta quarta-feira (23), duas vezes por jornalistas argentinos se havia discutido com seu anfitrião, Mauricio Macri, a crise política brasileira.

Diante da primeira pergunta, do jornal Ámbito Financiero, que envolvia também a renegociação da dívida argentina, ele tangenciou a situação brasileira. Na segunda, que coube ao jornal La Nación, respondeu que o tema não tinha sido tratado "extensivamente", mas se mostrou otimista.

"Esperamos que o Brasil resolva sua crise política de uma maneira eficaz. É um país grande, é amigo dos nossos dois países. A boa notícia, e o presidente Macri apontou isso, é que a democracia deles está madura. Os sistemas de leis e estruturas são fortes o suficiente. Isso permitirá que seja resolvido de forma que o Brasil prospere e seja o líder mundial significativo que é", disse Obama, acrescentando que um Brasil forte e eficiente é necessário para as economias de EUA e Argentina e para a paz mundial.

Macri disse que acompanha de perto a questão. Citou o "afeto dos argentinos pelo povo brasileiro" e o fato de o Brasil ser seu principal sócio estratégico no mundo com o Mercosul. "Estamos convencidos de que o país sairá fortalecido dessa crise e esperamos que seja o mais rápidos possível. Tudo que ocorre no Brasil se reflete em nosso país."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos