Executiva do PMDB em Minas Gerais decide romper com o governo Dilma

Belo Horizonte - A executiva estadual do PMDB de Minas Gerais decidiu na tarde desta segunda-feira, 28, romper com o governo federal. Dos treze integrantes da executiva, doze decidiram pelo afastamento. Houve uma abstenção.

A executiva é presidida pelo vice-governador de Minas Gerais, Antônio Andrade, eleito em 2014 na chapa encabeçada por Fernando Pimentel (PT). O PMDB tem quatro secretarias no governo do Estado. Apesar da decisão em relação ao governo federal, não foi discutida na reunião, realizada nesta segunda pelo diretório, o posicionamento da legenda quanto ao governo estadual.

O diretório nacional do PMDB vai votar o desembarque da legenda do governo Dilma Rousseff em reunião marcada para esta terça-feira, 29.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos