Senado revisará ou Temer vetará criação de 14 mil cargos, diz líder do PMDB

De Ribeirão Preto (SP)

  • Sérgio Lima/Folhapress

    A Câmara aprovou a criação de 14.419 cargos federais — quase 4 vezes os 4.000 postos comissionados que Temer prometeu cortar neste ano

    A Câmara aprovou a criação de 14.419 cargos federais — quase 4 vezes os 4.000 postos comissionados que Temer prometeu cortar neste ano

O líder do PMDB na Câmara, deputado Baleia Rossi (SP), disse ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, que o Senado irá revisar a pauta-bomba aprovada pelos parlamentares que criou mais de 14 mil cargos federais.

Caso isso não ocorra, segundo ele, o presidente em exercício Michel Temer (PMDB) irá vetar a proposta. A criação dos cargos foi incluída em um projeto de lei que reajusta salários de servidores da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), segundo o jornal "Folha de S.Paulo".

Rossi admitiu que a proposta não foi percebida pelos parlamentares e sequer foi detectada pela assessoria parlamentar antes de ser aprovada. "Esse proposta não tem justificativa, não foi discutida, será revisada no Senado ou, em última instância, o presidente Temer a vetará", disse o deputado após participar de um evento em Ribeirão Preto (SP).

O líder do PMDB defendeu ainda a aprovação do reajuste de 21,6% ao funcionalismo público, aprovado na madrugada de ontem pelos deputados. "Temos uma máquina pública, é importante valorizar o funcionalismo. Essa proposta de aumento foi discutida e aprovamos apenas a reposição da inflação", concluiu Rossi.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos