Alckmin envia força-tarefa para identificar vítimas de acidente na Mogi-Bertioga

  • Jonny Ueda/Futura Press/Estadão Conteúdo

    Um ônibus que fazia o fretamento de estudantes universitários tombou por volta das 23h de quarta-feira (8)

    Um ônibus que fazia o fretamento de estudantes universitários tombou por volta das 23h de quarta-feira (8)

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), acionou força-tarefa na região da rodovia Mogi-Bertioga, onde um acidente de ônibus que levava estudantes deixou ao menos 18 mortos na noite de quarta-feira (8).

O superintendente da Polícia Técnico Científica, Ivan Miziara, organizou equipe para acelerar o reconhecimento e liberação dos corpos dos estudantes. De acordo com o Palácio dos Bandeirantes, três médicos legistas, três auxiliares de necropsia, dois odontolegistas e três atendentes de necrotério seguem em direção ao IML (Instituto Médico Legal) do Guarujá para ajudar a equipe local que trabalhará na perícia dos corpos. Também foi deslocado um carro para transporte de cadáveres, com capacidade para quatro gavetas.

Além disso, três aeronaves da Polícia Militar "estão à disposição" para fazer o transporte das vítimas, segundo o governo estadual. Casos mais complexos devem ser transferidos para unidades especializadas.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos