Processo de impeachment

Ministro do TCU diz ter relatado a Dilma dificuldades em fiscalizar Petrobras

Do Rio

  • Sergio Lima/Folhapress

    Sede do Tribunal de Contas da União

    Sede do Tribunal de Contas da União

O ministro do TCU (Tribunal de Contas da União) Benjamin Zymler afirmou nesta segunda-feira (20) que o órgão teve dificuldades para fiscalizar a Petrobras. O ministro afirmou que, quando era presidente do TCU, em 2011 e 2012, alertou a então presidente Dilma Rousseff de que havia dificuldade na obtenção de informações para fiscalizar a petroleira.

"A primeira coisa que fiz foi ir a Dilma e dizer que o relacionamento do TCU com a Petrobras estava contaminado", afirmou Zymler, em palestra durante seminário na FGV (Fundação Getulio Vargas), no Rio.

Segundo Zymler, Dilma teria respondido, na ocasião, que acharia ótimo se o TCU conseguisse fiscalizar a Petrobras, pois nem o governo federal tinha controle sobre a estatal.

O ministro do TCU afirmou que a estatal não passava informações sobre suas obras, como a construção das refinarias Abreu e Lima, em Pernambuco, e Comperj, ainda em construção na região metropolitana do Rio, porque simplesmente não tinha projeto básico desses empreendimentos.

Ainda assim, segundo Zymler, não adianta mais repetir o "mantra" de que falta projeto básico no Brasil de que as leis favorecem a corrupção. "Com o esquema de corrupção generalizado, tão imbricado no sistema político, qualquer lei seria vencida pela corrupção. Não basta produzir melhores leis ou sistemas de regularização. Se não vencermos a crise moral, nada será resolvido", avaliou o ministro do TCU.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos