Comissão pulou uma etapa, diz Haddad sobre sigilos do Uber

  • Amanda Perobelli/Estadão Conteúdo

    11.set.2016 - O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), candidato à reeleição, participa de ato contra o presidente Michel Temer na avenida Paulista, em São Paulo

    11.set.2016 - O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), candidato à reeleição, participa de ato contra o presidente Michel Temer na avenida Paulista, em São Paulo

Ao comentar a resolução publicada na sexta-feira (16) que colocou em sigilo os dados comerciais do Uber e das outras empresas de transporte por aplicativo, o prefeito Fernando Haddad (PT) afirmou que a Comissão Municipal do Uso do Viário "pulou uma etapa" ao emitir o documento sem passar pela Comissão Municipal de Acesso à Informação. A resolução será revogada, conforme determinado por Haddad.

"Antes de publicar algo em relação a sigilo comercial tem que passar pela Comissão de Acesso à Informação, que decide, justamente para evitar que uma secretaria possa tomar uma decisão dessa sem passar pelo gabinete do prefeito. Ela (a Comissão do Uso do Viário) não deveria ter pulado essa etapa", comentou o petista, durante caminhada de campanha à reeleição no bairro São Miguel Paulista.

Na resolução emitida, o município proíbe que informações como a quantidade de motoristas e veículos a serviço do Uber se tornem públicas. Haddad não quis emitir uma posição sobre o conteúdo do parecer a falou que a comissão competente vai avaliar tecnicamente a questão. "Aquilo que for sigilo do cidadão e a concorrência tem que ser preservados, todo o resto tem que ser liberado", afirmou.

Motoristas do Uber ingressam na justiça contra a empresa

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos