Haddad e Russomanno trocam críticas durante considerações finais em debate

São Paulo - O prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) e o deputado federal Celso Russomanno (PRB), candidatos à Prefeitura de São Paulo, usaram as considerações finais do debate na TV Record na noite deste domingo para dirigir ataques aos adversários.

Durante toda a transmissão, os confrontos foram marcados por críticas e denúncias, especialmente em relação a empresas de Russomanno, que foi acusado por Haddad e Marta Suplicy (PMDB) de má gestão e falta de compromissos legais com os funcionários.

Haddad, depois de dizer que quem não consegue administrar nem um restaurante não pode ser prefeito, afirmou que João Doria (PSDB), Marta e Russomanno apoiam o governo do presidente Michel Temer, que, na fala do petista, está pensando em fazer os efeitos da crise caírem sobre o cidadão.

Russomanno se dirigiu ao atual prefeito e à adversária Marta Suplicy, se defendendo e devolvendo ataques. "Amador é aquele que vai para a política, se elege com apoio do presidente Lula e toda a equipe, inclusive da Marta, que desceu aqui para te apoiar, e não faz da maneira certa", disse o deputado. (Daniel Weterman)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos