Eike Batista depõe à Polícia Federal na tarde desta terça-feira

  • Fábio Motta/Estadão Conteúdo

    30.jan.2017 - Eike foi preso pela Polícia Federal por suspeita de pagar propina a agentes públicos

    30.jan.2017 - Eike foi preso pela Polícia Federal por suspeita de pagar propina a agentes públicos

O empresário Eike Batista presta depoimento à Delegacia de Combate à Corrupção, na sede da Polícia Federal, às 15h desta terça-feira (31).

A autorização para que o ex-bilionário e dono do Grupo EBX seja ouvido foi dada pela juíza Débora Valle de Brito, que substitui o magistrado Marcelo Bretas no comando da 7ª Vara Federal.

Antes de embarcar para o Brasil, Eike demonstrou em entrevistas que pretende colaborar com as investigações, sobretudo ao afirmar que vai mostrar "como as coisas são". Mas uma possível delação premiada ainda depende de negociação com o MPF (Ministério Público Federal).

Prisão

Eike ocupa desde segunda-feira (30) uma cela de 15 metros quadrados, equipada com quatro beliches, na Cadeia Pública Bandeira Stampa, conhecida como Bangu 9, no Complexo Penitenciário de Gericinó, no Rio.

A unidade é destinada para milicianos e ex-policiais militares. Eike divide o espaço com outros seis presos da Lava Jato que, assim como ele, não têm curso superior.

A cela não tem vaso sanitário --os presos fazem necessidades em um buraco no chão, conhecido como "boi". No lado oposto, há um cano por onde sai água fria.

A prisão sofre com problemas de abastecimento de água e entupimento no sistema de esgoto, segundo funcionários da unidade. Os registros são abertos três vezes ao dia, de acordo com os servidores. A Secretaria de Administração Penitenciária negou os problemas.

Cada preso tem direito a levar uma televisão de 14 polegadas e um ventilador. Eles recebem quatro refeições ao dia - café da manhã e lanche, composto de pão com manteiga e café com leite; e almoço e jantar, em que são servidos uma proteína, arroz ou macarrão, feijão, e legumes, além de refresco e sobremesa (fruta ou gelatina).

A família de Eike terá de fazer a carteira de visitante, que permite o acesso ao Complexo Penitenciário. O documento fica pronto entre 15 dias e um mês. Antes desse prazo, é possível pedir à secretaria autorização especial para visita.

Luma

A ex-modelo Luma de Oliveira usou o seu perfil no Instagram para divulgar mensagens de otimismo em relação à prisão de seu ex-marido Eike Batista, com quem tem dois filhos, Thor e Olin.

Ela respondeu postagens de apoio em seu perfil com frases como: "Muito obrigado, vai dar tudo certo, se Deus quiser", "Estou com muita fé que tudo acabará bem" e "Um ou dois jamais atrapalharão nossa energias, que é a melhor possível".

A uma fã que disse que estava torcendo por Eike, Luma respondeu que "ele é um homem de fé". "Estou firme o mais que posso para ajudar os meninos. Somos do bem, temos sintonia boa, elevada", escreveu.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos