Maia pede a líderes formalização de bloco de apoio que formará sua chapa

Brasília - O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), cobrou de aliados nesta terça-feira, 31, a formalização do bloco partidário que deverá se formar para a disputa do comando da Casa, prevista para esta quinta-feira, 2.

"Num encontro que tive hoje com ele, o Rodrigo me pediu para formalizar ainda hoje o novo bloco que deverá ser composto por PMDB, PSDB, PSB, PR, PP e pelo próprio PSD", afirmou à reportagem o deputado Marcos Montes (PSD-MG), que passará a liderar a bancada do PSD a partir de amanhã.

Segundo ele, o grupo deverá contar com cerca de 360 deputados e será o maior da Casa tendo prioridade também na ordem de escolha dos demais cargos da Mesa diretora e nas Comissões Temáticas. "Estamos correndo para coletar as assinaturas necessárias e devemos formalizar na noite de hoje", ressaltou Montes.

A criação do novo bloco, nos moldes anunciado pelo novo líder do PSD, oficializa também a dissolução do chamado Centrão, criado pelo deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na disputa pela presidência da Câmara de 2015.

Com a composição do novo bloco a tendência é que o PSD fique com a indicação para a segunda, terceira ou quarta secretaria da Mesa. Segundo Montes, a preferência da bancada, contudo, é pela quarta secretaria, que tem entre as principais atribuições a de supervisionar o sistema habitacional da Câmara dos Deputados e distribuir as unidades residenciais entre os parlamentares. Dentro da bancada a vaga é disputada pelos deputados Rômulo Gouveia (PB); Atila Lins (AM) e Júlio Cesar (PI).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos