Empresário morre durante queda de parapente em Itapetininga

Sorocaba - O empresário Antônio Cardoso da Silva, de 56 anos, morreu após cair durante um voo de parapente neste domingo, 19, em uma fazenda às margens da Rodovia Antonio Romano Schincariol (SP-127), em Itapetininga, no interior de São Paulo. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o homem decolou com o equipamento e fazia o voo, quando perdeu o controle. Ele o parapente foram em direção ao solo.

A queda se deu de uma altura de cerca de 30 metros. Dois amigos que estavam em solo chamaram o socorro. O serviço de resgate e uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ainda encontraram a vítima com vida e tentaram salvá-la, mas não conseguiram. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Tatuí e, após a perícia, seguiu para o velório em Cerquilho, onde Silva residia.

Demonstração de voo

Os amigos que acompanhavam o empresário disseram que ele praticava o esporte havia sete anos e tinha muita experiência. Conforme o relato, ele estava ensinando os dois amigos a manusear e voar com o equipamento, quando decidiu fazer uma demonstração de voo.

Segundo os bombeiros, o piloto não estaria usando capacete. O motor, a vela e as cordas do parapente foram recolhidos e serão analisados pela perícia da Polícia Civil, que investiga o acidente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos