Preso servidor que atirou contra procurador e promotor do MP do RN

São Paulo

Se entregou à polícia neste sábado o servidor do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MP-RN), Guilherme Wanderley Lopes da Silva, de 44 anos. Na manhã de ontem, ele atirou contra o procurador-geral adjunto do Estado, Jovino Pereira da Costa Sobrinho, e o promotor de Justiça Wendell Beetoven Ribeiro no gabinete de chefia da instituição, localizado na zona sul de Natal. O homem fugiu após cometer os disparos.

Foi pedida a exoneração do servidor, que atuava como assessor concursado de uma procuradoria, mas a decisão só deve ocorrer após a instauração de um processo internado de afastamento.

Na sexta-feira, o procurador-geral foi levado ao Hospital São Lucas, enquanto o promotor foi encaminhado para o Hospital do Coração, dos quais foram transferidos para o Hospital Walfredo Gurgel, também localizado em Natal. Segundo o MP-RN, ambos estão com o quadro de saúde estável.

Em carta publicada no site do MP-RN, o procurador-geral de Justiça do Estado, Rinaldo Reis Lima, que também estava no local no momento dos disparos, afirmou que o episódio foi motivado por divergências profissionais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos