Vice-líder do governo diz que Temer rebaterá denúncia na Câmara

Daiene Cardoso

Brasília

Um dos poucos parlamentares a circular na Câmara nesta segunda-feira, 26, o vice-líder do governo Beto Mansur (PRB-SP) disse que a formalização da denúncia contra o presidente Michel Temer dará a oportunidade para que ele se defenda. Mansur reiterou que a base governista atuará para que a apreciação do pedido da Procuradoria-Geral da República seja célere.

"Queremos rapidez na decisão dessa denúncia para que a gente possa tocar as propostas que são importantes para reativar a economia do Brasil", declarou. O deputado disse considerar natural que a oposição fale em "denúncia consistente" e afirmou que Temer está "esperançoso" e "ansioso" para se defender no processo.

Pela primeira vez na história, um presidente da República é denunciado pela PGR durante o exercício do mandato. Temer é acusado de corrupção passiva no caso JBS. "O presidente quer se defender e tem esse direito", afirmou.

Sem conhecer detalhes da denúncia, Mansur disse considerar difícil que a oposição reúna 342 votos para aprovar a denúncia. "Não acredito que seja um momento frágil (do governo)", desconversou. O deputado reforçou que Temer precisa agora de "um tempo" para se defender das acusações.

Mansur enfatizou que caberá à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) fazer uma "análise criteriosa" da denúncia. "Não pensem vocês que nós faremos um relatório café com leite na comissão. Todos têm interesse em elucidar esse caso e de fazer algo justo, que é o que a sociedade está esperando", emendou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos