Diego Herculano/AFP

Violência no Rio

No Rio, guarda é esfaqueado ao chamar atenção de banhista com cão na praia

Fábio Grellet

Rio, 10 (AE)

Um guarda municipal foi atacado a facadas por um homem que estava com um cachorro na praia do Pepê, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, na tarde desta segunda-feira, 10. O guarda sobreviveu e está internado. O rapaz foi detido.

Segundo a Polícia Civil, Alexandre Paiva Gonçalves, de 26 anos, estava na areia, na altura do Posto 2, conversando com duas pessoas e acompanhado por um cachorro. Por questão de saúde pública, só cães que atuam como guias para deficientes visuais são permitidos na praia. Os demais são proibidos pelo Código de Posturas do Município.

Dois guardas abordaram Gonçalves e, constatando que não se tratava de cão-guia, solicitaram que ele tirasse o animal da areia. Segundo testemunhas, o banhista se recusou a atender os guardas, começou a xingá-los e atacou Demétrio de Souza, de 46 anos, integrante do Grupamento Especial de Praia, com uma faca.

Souza foi atingido por duas facadas nas costas, uma perto da coluna e outra na lateral esquerda. Levado para o Hospital Rio Mar, ele foi medicado e passa bem.

O banhista foi detido por dois outros guardas municipais e levado à 16ª Delegacia de Polícia, na Barra da Tijuca, onde o caso foi registrado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos