Picada de escorpião pode ter causado morte de criança de 2 anos em creche de SP

José Maria Tomazela

Sorocaba

Uma picada de escorpião pode ter sido a causa da morte de um menino de dois anos, na última sexta-feira (15), em uma creche municipal de Araçatuba, interior de São Paulo. Se a causa for confirmada, será a quarta morte de crianças causada por acidentes com o aracnídeo no interior do Estado em pouco mais de um mês.

O pequeno Samuel de França Souza brincava numa caixa de areia no playground da Escola Municipal de Educação Básica Maria Helena de Freitas Carli quando começou a reclamar de coceira na mão. De acordo com a diretora, quando era levado para o berçário, ele começou a passar mal, vomitou e desmaiou.

A criança foi levada por uma ambulância ao pronto-socorro do bairro Santana e foi transferida para a Santa Casa da cidade. Samuel recebeu soro específico contra picada de escorpião e aranha.

O menino morreu na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa, 11 horas após ter começado a passar mal. A família cobra explicações para a morte. O pai, Aguinaldo de Souza, disse que a criança nunca apresentou problema de saúde. A pedido dos familiares, o velório de Samuel foi interrompido no sábado (16) para que o corpo passasse por necropsia no Instituto Médico Legal, já que ele havia sido liberado diretamente do hospital para o sepultamento.

A diretora da escola infantil, Ligiane Michele de Almeida, disse que Samuel havia comido bolachas e, em seguida, foi brincar no playground com as outras crianças. Como já havia aparecido escorpião na escola, assim que o aluno reclamou de coceira e dormência na mão, foram feitas buscas à procura de aracnídeos, mas nada foi encontrado.

Conforme a diretora, os médicos afirmaram que, além da possível picada de escorpião, é investigada eventual intoxicação alimentar, porém, nenhuma outra criança da creche, que tem 280 alunos, passou mal. O laudo sobre a causa da morte ficará pronto em 30 dias.

No dia 11 de agosto, Cauã Ferrari Santos, de 8 anos, morreu após ser picado por um escorpião, em Americana. O mesmo acidente causou a morte de Allys Silva, de 4 anos, em Limeira. Já no dia 25, um escorpião picou e matou o garoto Giovane Cordeiro Trevelin, de 9 anos, em Piracicaba. As três cidades registram alto índice de acidentes com escorpião. De janeiro a agosto deste ano, Piracicaba teve 552 registros, Americana registrou 365 e em Limeira aconteceram 263 casos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos