Pensaremos em medidas a serem tomadas, diz defesa de Aécio

Breno Pires e Rafael Moraes Moura

Brasília

O advogado Alberto Zacharias Toron, que defende o presidente nacional licenciado do PSDB, senador afastado Aécio Neves (MG), afirmou nesta terça-feira (26) que agora pensará que tipo de medidas tomará sobretudo diante de "provas novas". Aécio foi afastado das funções parlamentares pela Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), que também determinou a ele recolhimento domiciliar noturno.

Toron disse que essas provas vieram principalmente a partir das gravações enviadas pelos executivos Joesley Batista e Ricardo Saud, que "dão conta com absoluta clareza de que Andreia Neves havia oferecido um apartamento para o senhor Joesley".

"Há provas a serem produzidas para tirar essa certeza de que houve um crime praticado pelo senador. De qualquer modo, essa é uma decisão que ainda pode ser revista por ocasião do recebimento da denúncia ou a qualquer momento quando novas provas surgirem. Eu tenho absoluta certeza de que o STF, em face de novas provas, saberá rever essa decisão."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos