Temer cancela viagem ao ABC paulista para evitar protesto de sem-teto

Ricardo Galhardo

Em São Paulo

  • André Dusek/Estadão Conteúdo

O Palácio do Planalto decidiu de última hora mudar de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, para São Paulo a cerimônia de entrega de 225 ambulâncias pelo presidente Michel Temer marcada para esta quarta-feira (4).

Segundo o Palácio, não houve mudança, pelo menos desde sexta-feira (29) a intenção era fazer a cerimônia em São Paulo e um erro operacional do setor de credenciamento da Presidência da República motivou a confusão.

No entanto, fontes do Planalto informaram que a mudança teve razões de segurança, uma vez que a fábrica da Mercedes-Benz, onde seria realizada a cerimônia, fica relativamente perto da Ocupação Povo Sem Medo, liderada pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) em São Bernardo.

Há um mês, cerca de 7.000 famílias sem-teto ocupam uma área de 70 mil metros quadrados pertencente à construtora MZM na cidade do ABC. O terreno se transformou em um barril de pólvora e virou ponto de peregrinação de políticos de esquerda. Desde a ocupação, a empresa tenta na Justiça uma ordem de reintegração de posse e o MTST promete resistir.

Autoridades de São Bernardo alertaram a Presidência sobre o risco de protestos contra os cortes do governo no programa Minha Casa Minha Vida durante a passagem de Temer pela cidade.

Nesta terça-feira (3), o Planalto anunciou que a cerimônia será em uma concessionária da Mercedes-Benz em São Paulo e não na fábrica em São Bernardo, onde foram produzidas 222 das 225 ambulâncias que o presidente vai entregar. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos