MEC quer auxiliar para alfabetização

Isabela Palhares

O Ministério da Educação (MEC) promete destinar às redes de ensino municipais e estaduais R$ 523 milhões para contratar professores assistentes. Esses docentes vão trabalhar com os titulares das salas de aula de 1º e 2º anos do ensino fundamental no apoio ao processo de alfabetização das crianças.

O assistente receberá uma bolsa, com valor ainda não definido pelo MEC, para atuar em sala de aula por cinco horas semanais. Eles vão atuar em 200 mil turmas, com 4,6 milhões de alunos em todo o País. Em 5 mil escolas, identificadas pela pasta como mais "vulneráveis", vão atuar por 10 horas semanais.

Segundo o MEC, as redes é que definirão como será a contratação dos assistentes - se serão os já concursados, formados ou alunos de licenciatura.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos