No Twitter, Gleisi diz que voto de relator no TRF-4 é militante

Thaís Barcellos

São Paulo

A presidente do PT, Gleisi Hoffman, também criticou o voto do relator da apelação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra sua sentença na Operação Lava Jato, João Pedro Gebran Neto, em sua conta oficial no Twitter.

Gebran Neto manteve a condenação em primeira instância do juiz federal Sérgio Moro e aumentou a pena para 12 anos e 1 mês de reclusão em regime fechado e pagamento de multa de R$ 1 milhão no caso do triplex do Guarujá. O tempo de prisão definido por Moro foi de 9 anos e meio de prisão.

"O voto do relator é resultado do compadrio, do entorpecimento do Power Point e do preconceito político. É um voto militante", afirmou a petista.

Gleisi também reprovou a redução da pena do ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, o que chamou de "jeitinho Lava Jato de ser". "Empresários ricos, delatores, criminosos confessos, recebem benefícios pra mentir! Avisaram Dr Gebran que a delação do Léo Pinheiro foi rejeitada pela PGR?!"

Léo Pinheiro havia sido condenado em primeira instância pelo juiz Sergio Moro a 10 anos e 8 meses de prisão em regime fechado. Gebran reduziu para 3 anos e 6 meses de reclusão em regime inicial semiaberto. A pena do ex-diretor da OAS Agenor Franklin Magalhães Medeiros também foi reduzida de 6 anos para 1 ano e 10 meses em regime aberto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos