Em culto evangélico, Meirelles prega sobre segurança pública

Igor Gadelha, enviado especial

Um dia após admitir pela primeira vez que é pré-candidato à Presidência da República, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), aproveitou passagem pela capital cearense para participar, na noite desta sexta-feira, de culto na igreja evangélica Assembleia de Deus.

Apresentado como o responsável por tirar o Brasil da recessão, Meirelles fez um discurso focado na defesa de melhoria na segurança pública, área na qual o Estado do Ceará enfrenta grave crise e que foi escolhida pelo presidente Michel Temer como novo mote de seu governo.

Do alto do altar da igreja, o ministro afirmou aos fiéis que "parte da economia" já está melhorando e que agora é preciso trabalhar para melhorar a situação em outras áreas, entre elas, saúde, educação, transporte e segurança. "Os brasileiros têm direito a vida com esperança, mas também com mínimo de segurança para o pessoal andar tranquilo na rua e mesmo viver seguro em Casa", pregou aos fiéis.

"Nosso compromisso é continuar fazendo trabalho duro para que todos tenham segurança", acrescentou Meirelles em outro texto do discurso, de cerca de 15 minutos. O ministro fez questão de lembrar que Fortaleza passa por "problema grave de violência, que temos que enfrentar". Também citou a crise no Rio, com "crianças sendo alvejadas e mortas por bala". "É uma situação de descaso com a vida", disse. Sem fazer qualquer menção à candidatura, Meirelles afirmou que vai enfrentar "qualquer desafio, porque os desafios do Brasil são muitos".

Ele disse que trabalha na direção de construir uma "vida de família, um País forte, mas baseado nos valores de Deus, da igreja". "Aqui, sinto essa força, essa energia", discursou. Meirelles afirmou que a ligação com Deus é importante em qualquer projeto que vise governar o Brasil. "Precisamos antes de mais nada estarmos conectados primeiro com o povo de Deus, com o País e com o que de fato são nossos valores fundamentais. A partir daí, podemos construir de fato uma nação, um país e crescer", pregou. O ministro falou aos fiéis que a situação econômica está melhorando, mas admitiu que a população ainda não começou a sentir essa melhora. "É questão de tempo o País estar em outra direção".

Em mais um afago aos fiéis, Meirelles afirmou que era uma "honra" estar com eles na igreja, "porque chego aqui e sinto um pouco de Deus, uma força espiritual". E pediu orações ao País e para que seu trabalho possa continuar. "Gostaria de agradecer a todos e solicitar que orem pelo Brasil, pela economia, que esse trabalho possa continuar, para que possamos, de fato, ter futuro no Brasil cada vez melhor", disse. "Vou voltar à Brasília, mas meu coração vai continuar aqui com vocês", finalizou o discurso, após o qual recebeu orações e bênçãos do alto do altar, sem contato físico com os fiéis.

Meirelles foi à sede da Assembleia de Deus após proferir palestra para empresários em evento promovido pelo Lide Ceará. Desde que começou a se movimentar para ser candidato, ele se aproximou do eleitorado evangélico e tem participado de cultos em igrejas.

A última vez tinha sido no início de janeiro, quando participou de evento no Ministério Sara Nossa Terra, em Brasília, mesma igreja do deputado cassado e Eduardo Cunha (MDB-RJ). Na ocasião, também foi recebido com orações e defendeu as reformas do governo Michel Temer.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos