Disputa entre Bivar e Rueda no União Brasil adia candidatura de Kataguiri em SP

A disputa pelo controle do União Brasil entre Antônio Rueda e Luciano Bivar atrasou os planos do deputado federal Kim Kataguiri para se firmar como o candidato da sigla na disputa pela Prefeitura de São Paulo. Desde o ano passado, o parlamentar busca viabilizar a sua candidatura na capital paulista, porém, encontra resistência por parte de lideranças regionais que apoiam o projeto de reeleição do prefeito Ricardo Nunes (MDB).

Além de lidar com disputas internas, a pré-campanha de Kataguiri enfrenta os números desfavoráveis apresentados pela pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira, 11. Segundo o levantamento, o parlamentar é o quinto colocado na disputa, com apenas 4% das intenções de votos. Além disso, o instituto aponta que ele não é conhecido por 67% do eleitorado e que outros 11% o conhecem "só de ouvir falar".

Depois da divulgação da pesquisa, Kataguiri afirmou que não vai mudar sua estratégia eleitoral e ainda questionou a integridade dos dados apurados pelo Datafolha. O parlamentar classificou o levantamento como "irracional", alegando que ele destoa de outras pesquisas. Em 4 de março, uma pesquisa Real Time Big Data trouxe o deputado em quarto lugar, com 6% das intenções de voto.

Apesar de o parlamentar ter procurado minimizar a pesquisa Datafolha, vereadores do União Brasil ouvidos pela reportagem afirmam que a perspectiva de baixo desempenho eleitoral pode enterrar de vez a pré-candidatura de Kataguiri. Atualmente, o parlamentar enfrenta a resistência de toda a bancada de vereadores do partido na Câmara Municipal de São Paulo, que prefere apoiar a reeleição de Nunes.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Milton Leite (União), é um dos principais dirigentes da legenda na capital e apoiador de primeira hora de Nunes. Em fevereiro, Leite disse à CNN Brasil que se Kataguiri quiser ser candidato à Prefeitura, terá que pedir prévias ou enfrentá-lo na convenção do partido. Na ocasião, o parlamentar concordou com a proposta, mas a iniciativa não avançou.

Segundo interlocutores de Kim Kataguiri, a disputa entre Rueda e Bivar pelo comando do partido impossibilita a tomada de qualquer decisão relevante no momento. O impasse, inclusive, adiou o plano do parlamentar de fazer um abaixo-assinado entre deputados e senadores do União Brasil para endossar a sua pré-candidatura na capital paulista.

Além disso, existe a avaliação de que uma vitória de Rueda poderia fortalecer a pré-candidatura de Kataguiri. No final do ano passado, Rueda e outras lideranças nacionais da sigla, como o ex-prefeito de Salvador ACM Neto, participaram de um evento para impulsionar a pré-campanha de Kataguiri.