'El Chapo' se torna marca de artigos de luxo

Por Marcos Romero CIDADE DO MÉXICO, 28 JAN (ANSA) - O apelido do criminoso mexicano mais famoso da atualidade, Joaquín "El Chapo" Guzmán, é agora uma marca de produtos de luxo que pode mover uma fortuna em um futuro próximo.   


Os direitos para a exploração comercial deste conhecido nome acabam de ser concedidos à uma filha do ex-líder do cartel de Sinaloa assim como à sua primeira mulher e à sua esposa atual.   


O Instituto Mexicano da Propriedade Industrial (Impi) autorizou a existência da marca "El Chapo", expressão que alude a pessoas de baixa estatura no norte do país, para diferentes tipos de artigos, principalmente de luxo.   


O apelido do recém capturado narcotraficante, de 57 anos, poderá ser usado em produtos com base de materiais preciosos, joias, relógios, objetos trabalhados em couro, além de mercadorias de esporte, enfeites para árvores de Natal e publicidade. E no futuro, a marca ainda deve se expandir para outros mercados, como bolsas, malas de viagem, carteiras, guarda-chuvas, brinquedos e sapatos. Segundo o jornal mexicano "Milenio", Alejandrina Salazar Hernández e Emma Coronel Aispuro, esposas do "rei das drogas", e Alejandrina Guzmán Salazar, a filha do criminoso, apresentaram um total de 24 solicitações de patente para comercializar produtos com o nome "El Chapo".   


Entre os nomes apresentados para o Impi para obter o "copyright", se encontram "El Chapo", "El Chapo Guzmán", "Joaquín El Chapo Guzmán", "El Chapito Guzmán", "El Chapito", "Joaquín Archivaldo Guzmán Loaera" e "Don Chapo Guzmán". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos