Sobre referendo,Morales diz que perdeu batalha, não a guerra

LA PAZ, 25 FEV (ANSA) - O presidente boliviano, Evo Morales, aceitou sua derrota nas urnas, que impedem seu terceiro mandato consecutivo, e disse que seu governo "perdeu uma batalha, mas não a guerra".   

Em coletiva realizada no Palácio Quemado, na capital La Paz, Morales disse que "a luta continua", mas que "respeitamos os resultados, como faz parte da democracia".   

Trata-se da primeira derrota de Morales nas urnas em cerca de dez anos no Poder.   

Com cerca de 99,45% dos votos apurados, 51,31% do bolivianos disseram ser contra uma mudança na constituição que permitiria que Morales concorresse novamente à Presidência. Morales está no poder desde 2006 e já cumpriu, tecnicamente, dois mandatos após outra mudança constitucional - já que o primeiro teve apenas quatro anos de duração. Ele deve ficar no Poder até janeiro de 2020. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos