Com denúncias de violações, trégua na Síria completa 2 dias

De Roma

Com denúncias da Arábia Saudita e de rebeldes sírios de que a Rússia e o governo de Damasco estariam violando o cessar-fogo, a trégua na guerra civil da Síria completou dois dias neste domingo (28) e continua em vigor, mesmo com fragilidade. Entre declarações de esperança, acusações de violações e incidentes esporádicos, o clima em várias regiões da Síria está tranquilo pela primeira vez em cinco anos, sem bombardeios aéreos e de artilharia pesada, de acordo com fontes locais. Parte da população do país tomou coragem para sair de casa e fazer compras de comida e água. Principalmente na capital Damasco, o movimento nas ruas tem sido atípico. O cessar-fogo entrou em vigor na última sexta-feira (26) e foi negociado entre os Estados Unidos e a Rússia, que conduzem ações militares em território sírio. Foram excluídos da trégua, porém, os grupos terroristas Estado Islâmico (EI, ex-Isis) e a Frente al-Nusra.   

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos (Ondus) recebeu cerca de 20 denúncias de violação da trégua nesses dois dias.   

Enquanto Moscou acusa a Turquia pelas violações, a Arábia Saudita acusa a Rússia e o governo sírio de terem feito ataques aéreos, mas sem especificar se foram os que atingiram seis zonas das províncias de Aleppo e Hama. Já a oposição síria armada diz que os Estados Unidos também lançaram foguetes. Neste frágil contexto, a voz de esperança partiu do papa Francisco, que fez um apelo para que todos os cristãos rezem e contribuam com ajuda humanitária, além de encorajar os diálogos de paz. (ANSA)

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos