Polícia interrompe desalojamento de refugiados em Calais

PARIS, 29 FEV (ANSA) - As operações de desmantelamento do campo de refugiados de Calais, no norte da França, foram interrompidas devido aos violentos confrontos entre a polícia e moradores do acampamento e ativistas.   

No início da manhã, 55 viaturas haviam chegado à parte sul do local para despejar os imigrantes. Como eles não saíram voluntariamente, os agentes decidiram usar a força para removê-los, dando início ao conflito. No fim das contas, quatro pessoas foram presas e cinco policiais ficaram levemente feridos.   

O despejo tinha sido autorizado na quinta-feira passada (25) pelo Tribunal Administrativo de Lille, sob pedido do presidente François Hollande, que garantiu que todos os refugiados serão abrigados em contêineres climatizados e centros de acolhimento.   

Segundo ativistas, cerca de 3,4 mil pessoas moram na parte sul do acampamento. A cidade de Calais fica no norte da França e entrou na rota de imigrantes por abrigar o Eurotúnel, via rodoviária e ferroviária no Canal da Mancha que conecta o continente europeu ao Reino Unido.   

Sem a possibilidade de chegarem à Grã-Bretanha, essas pessoas começaram a povoar um bosque nos arredores do município, vivendo em condições de extrema necessidade. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos